quinta-feira, 24 de novembro de 2011

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Tipos de Patologias que as Radiações Ionizantes Podem Causar

As radiações ionizantes agem atingindo os tecidos mais sensíveis do corpo. Os efeitos biológicos nas células e tecidos do corpo humano dependem da quantidade de dose absorvida, do tempo de exposição do indivíduo, do grau de exposição, do tipo de tecido e órgão (radiossensibildade) e também da porcentagem do corpo que é exposto.

RADIOPATOLOGIAS

Tecido Hematopoiético

Leucopenia - Patologia caracterizada pela redução dos leucócitos (glóbulos brancos) do sangue, células responsáveis pelos mecanismos de defesa do organismo, causando a diminuição da imunidade do indivíduo e deixando-o susceptível a infecções, podendo levá-lo a óbito. 

Anemia - Morte das hemácias (células vermelhas do sangue).

Trombocitopenia - Severa diminuição das plaquetas que são responsáveis pela coagulação do sangue.


Sistema Gastrointestinal 

A radiação causa a destruição das células que revestem o trato digestivo e das células que absorvem nutrientes, resultando na ocorrência de desnutrição, anorexia, pode causar diarréia, desidratação, sangramento e aumento do risco de infecção. Em decorrência da irradiação, também, podem ocorrer sintomas gerais como náuseas e vômitos.

Pele

Após a irradiação a pele pode sofrer radiodermite aguda ou crônica. A radiodermite aguda pode ocorrer após exposição acidental à radiação ou durante sessões de radioterapia. A radiodermite crônica pode ocorrer após radiodermite aguda, ou em profissionais que trabalham com radiação que ficam sujeitos a doses crônicas e contínuas, sem reação aguda prévia.

Radiodermite aguda (sintomas) - Caracteriza-se por eritema inicial, edema progressivo, eritema principal, descamação e ulceração, os sintomas dependem da dose de radiação recebida.

Radiodermite crônica (sintomas) - Caracteriza-se por isquemia, alterações pigmentares, espessamento, telangiectasia, ulceração e fibrose.


Perda de Cabelo
As células da raiz do cabelo são extremamente sensíveis à radiação, pois estão em contante desenvolvimento (os cabelos não param de crescer), os efeitos causados pela irradiação provocam a queda de cabelos e demais pêlos do corpo.


Esterilidade

A radiação atinge os espermatozóides e seus precursores (espermatogônias, espermatócitos e espermátides), deixando-o incapaz de fecundar o óvulo. Na mulher, atinge os ovários onde estão os óvulos e seus precursores, ao atingir as células reprodutoras podem causar alterações estruturais e moleculares nas células germinativas, ocasionando assim, má formação dessas células. Ex.: Espermatozóide sem flagelo, sem acrossomo (que rompe o óvulo) e alterações na divisão das células  precursoras dos óvulos.


Catarata

Diferentemente das demais no organismo, as células que compõem o cristalino não são alto recuperáveis. A radiação pode causar a formação da catarata actínica, ocorrendo a perda de transparência dessas células.
 
Câncer

A radiação pode causar alterações genéticas que modificam o sistema de controle de divisão celular, levando a célula a se multiplicar e crescer de forma descontrolada e desordenada. A transformação de uma célula norma para uma célula neoplásica pode ocorrer por diversas alterações genéticas como: mutações no DNA e quebras cromossômicas.



segunda-feira, 7 de novembro de 2011

8 de Novembro Radioativo

Tema da capa da revista do CONTER no mês de outubro, o documentário-reportagem via internet que relata a realidade da saúde pública do país focando no cenário atual dos serviços de radiologia no Brasil.
Este documentário-reportagem tem o objetivo de mostrar os problemas e as irregularidades que acontecem na prestação dos serviços de radiologia nas instituições de saúde vinculadas ao Sistema Único de Saúde (SUS). Vem esboçar também, a revolta e a insatisfação dos dirigentes das classes de Tecnólogos e Técnicos em Radiologia com esta situação.



sábado, 5 de novembro de 2011

Os Irradiadores Industriais

 Os irradiadores industriais são equipamentos portáteis, compostos por acessórios e projetados a permitir a manipulação da fonte radioativa à distância, com segurança, para fins de radiografia industrial e gamagrafia.

Aparelhos de Raios X Industriais:



Procedimento de Radiografia Industrial:





 Acessórios do Equipamento de Raios X:

Cabos de energia - O equipamento é composto por uma mesa de comando e unidade geradora, são ligadas entre si por um cabo de energia. A distância entre a mesa de comando e a unidade geradora deve ser tal que o operador esteja protegido no momento da operação do equipamento.

Painel de controle - Um painel de controle digital é composto por uma série de informações técnicas sobre exposição, distância fonte-filme, kilovoltagem, miliamperagem e tempo de exposição.


IRRADIADORES PARA GAMAGRAFIA


Os irradiadores gama são equipamentos dotados de partes mecânicas que permitem expor a fonte radioativa.  A principal parte do irradiador é a blindagem interna, que permite proteção ao operador a níveis aceitáveis para o trabalho, porém com risco de exposição radiológica se armazenados em locais não adequados ou protegidos.
Um irradiador é formado basicamente por três componentes fundamentais: Uma blindagem, uma fonte radioativa (emissora gama) e um dispositivo para expor a fonte.
A fonte radioativa conta de uma determinada quantidade de um isótopo radioativo. Essa massa de material radioativo é encapsulada e lacrada dentro de um pequeno envoltório metálico denominado "porta-fonte" ou "torpedo" devido a sua forma.

Fontes Radioativas Utilizadas:


- Cobalto-60;
- Irídio-192;
- Túlio-170;
- Césio-137;
- Selênio-75.







Irradiador gama para fontes de Selênio-75.

Procedimento de gamagrafia.

Esses equipamentos não podem ser armazenados em locais quaisquer, mas em casamatas blindadas, no subsolo ou em locais que permitam total controle tanto das radiações como o acesso a estes equipamentos. Em qualquer caso, o equipamento deve estar sob a responsabilidade da empresa proprietária.


Fonte: Apostila de Radiologia Industrial (com adaptações).